quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

[RESENHA] Seis Coisas Impossíveis

,
Olá pessoal! Como está sendo o inicio do ano de vocês? Espero que esteja repleto de leituras ótimas! Seis Coisas Impossíveis foi a minha ultima leitura de 2014 e eu gostei bastante é bem divertido, ele pode render um bocado de diversão para o leitor! Confira agora o que achei de Seis Coisas Impossíveis:


Seis Coisas Impossíveis é um livro de Fiona Wood, publicado no Brasil pela Editora Novo Conceito. Possui 272 páginas.

Dan Cereill vê sua vida virar de cabeça para baixo quando seu pai declara falência, separa de sua mãe e assume que é gay. Agora, ele precisa sair de sua escola particular porque seu pai não pode mais pagá-la. Ele e sua mãe não tem para onde ir, então acabam se mudando para uma casa que uma tia deixou de herança, mas não tão simples assim porque eles podem morar na casa até a mãe de Dan morrer, depois disso a casa se torna propriedade do Patrimônio Histórico.

Para piorar, a casa inteira possui um não agradável odor de urina de cachorro, o Howard, que também faz parte da herança da tia. Sua mãe resolve abrir um negócio de bolos de casamento para ajudar nas despesas, mas ela está em uma situação tão mal que acaba fazendo com que suas clientes desistam de realizar o casório, o que faz com que o negócio de bolos não anda tão bem quanto o esperado.

Dan está começando em uma nova escola onde não conhece ninguém, a não ser sua vizinha Estelle, por quem tem uma paixonite secreta. O plano dele é fazer de tudo para que não pareça um completo nerd, mas vai por água abaixo na primeira oportunidade. Além de tudo, Dan se recusa a falar com seu pai novamente. Mas ambos possuem hábitos bastante similares, que é se distrair criando listas que consideram impossíveis.




Bom, se me pedissem para descrever em uma palavra o livro seria perfeitamente: clichê. Porque ele é completamente, tipica história clichê americana. Garoto tem sua vida mudada completamente, é o loser, gosta da garota que será impossível se aproximar e o final é o mais clichê que existe em todas as histórias de romance que existem.

Além de ser tipicamente clichê, o que mais me incomodou no livro foram os erros ortográficos que encontrei durante a minha leitura. Ultimamente alguns livros da Novo Conceito estão me decepcionando nesse quesito de ortografia. Não sei se o problema sou eu que procuro até encontrar ou se é falta de revisão da parte deles rsrsrs

Um fato que me incomodou também foi que achei os personagens bem evoluídos para as idades deles. Dan tem quinze anos, mas para mim parece que ele tem uns dezessete anos. Para piorar a história clichê, ele só tem um amigo da antiga escola e a garota dos seus  sonhos nem dá bola para ele.

Eu disse ali em cima que o livro pode divertir o leitor, e é verdade! Porque é tanta coisa que Dan está sofrendo em sua vida e é sempre uma atrás da outra que pode chegar a ser cômica! rsrs Para mim Howard é o prato cheio de livro, o bichinho parece até um psicólogo no corpo de um animal rsrs.

Para você que não se cansa de histórias bem clichê esse livro é perfeito para você, mas se é como eu que gosta de uma pequena dose de clichê na história, não recomendaria esse livro para você.


Avaliação:












                                                                                                                              Abraços,


6 comentários :

  1. Adorei a resenha :D

    Adorei o seu blog e já estou a seguir :)

    beijos,
    Daniela RC
    Blog: Doce Sonhadora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!
      Fico feliz que tenha gostado (: Seja bem vinda!
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi mocinhos!
    como eu sou a menina clichê, eu acho que gostaria do livro, MAS CONTUDO PORÉM TODAVIA ENTRETANTO NO ENTANTO, eu não gosto de erros de ortografia em demasiado. me irrita profundamente durante a leitura, de verdade.. ams quem sabe nao dou uma chance e acabo gostando dele?
    gostei da resenha :D

    e façam o li até a pagina cem, é otemo!
    Um beijo!
    Pâm -www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!
      haha um pouco de clichê é sempre bom né? Eu também não gosto de muitos erros nos livros, mas alguns a gente até releva! haha Dê uma chance, vai que acaba gostando (:
      Vou fazer sim!
      Beijos!

      Excluir
  3. Oie, Rapha!
    Blé, não curti. Clichê ao extremo! Sério, essa fórmula de menino solitário e excluído com um único amigo (geralmente bobão) e que baba por uma garota linda e inalcançável só deu certo com "Querido Diário Otário", na minha opinião... Com certeza não vou ler. Ainda mais com esses erros ortográficos! A revisão deveria ser mais cuidadosa e ter mais atenção não só para o autor, mas para a gente também. Enfim, gostei da sua resenha porque ela foi extremamente sincera. Acho que uma coisa podemos dizer de boa desse livro: a capa ficou bonita.
    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!
      Um pouco de clichê é bom, mas se o livro for inteiramente clichê é péssimo, né? Nessas horas está faltando criatividade hahaha Que bom que gostou da resenha (: Fico feliz! A capa realmente ficou muito bonita.
      Beijos

      Excluir